sexta-feira, 6 de março de 2015

Michael em uma linda entrevista feita por crianças



Abaixo está a transcrição de uma entrevista e um trecho em vídeo de Michael respondendo perguntas de um grupo de crianças, com idades entre 7 a 12 anos de idade. A entrevista foi no Oriente Médio, provavelmente Casablanca ou na Tunísia, em 1996.
A maioria das perguntas foram feitas a ele em árabe, de modo que a transcrição mostra somente o tema das perguntas, ao invés de uma transcrição completa.
As respostas de Michael são em Inglês, com legendas em árabe (mostrados no vídeo), e suas respostas são transcritas aqui. Na maior parte da entrevista, Michael é a única pessoa mostrada na câmera, respondendo as perguntas. Há também uma parte onde ele está na frente do grupo de crianças, algumas delas fazem-lhe perguntas em Inglês.Durante a entrevista, Michael senta em um sofá branco, vestido com uma jaqueta de beisebol preto e vermelho, chapéu preto, quase nenhuma maquiagem, sem óculos, sem máscara.
Michael aparece muito relaxado e 'fala' com suas mãos, seus gestos, que sublinham o que ele está expressando. Seu rosto também é muito expressivo.

Pergunta: sobre as influências musicais

Michael: Eu tenho sido influenciado 
muito por música cultural de todo o mundo. Tenho estudado pessoalmente todos os tipos de música, você sabe, da África a Índia, da China à música japonesa, e é tudo lindo. Então, eu sou influenciado por todas essas diferentes culturas.

--------------------------------------------------------------------------------

Pergunta: sobre o racismo

Michael: É crueldade, é feio e eu odeio isso. Você é meu irmão (aponta para as crianças). Eles são meus irmãos. Se você é preto, branco, árabe .... somos todos iguais. Eu amo todas as raças da mesma forma.

--------------------------------------------------------------------------------

*Michael agora fica em frente do grupo. Tirou seu casaco e chapéu. Vestido com camisa preta e jeans. Seu penteado parecido com o cabelo no They Don't Care About Us [vídeo gravado no Brasil.]

Pergunta: Uma menina de cerca de 11 ou 12 anos faz uma pergunta, mas somente a palavra "árabes" é audível

Michael: É verdade que eu o que?


Pergunta [garota]: Que você não gosta de árabes?

Michael: Não, não é verdade. Eu amo os árabes, eu amo todas as pessoas do mundo. Este  agora é um bom exemplo de como as pessoas inventam histórias que não são verdadeiras.

--------------------------------------------------------------------------------

[Um menino no grupo, cerca de 7 anos, se apresenta pelo seu nome e diz que ele é do Egito.]Pergunta [menino]: Você faria um concerto no Egito?


Michael: Eu adoraria fazer um concerto no Egito. Eu adoraria de na próxima viagem eu pudesse ir e visitar todas as suas cidades. Eu apenas fui lá no aeroporto, mas parece que eles são pessoas maravilhosas. (Michael dá um grande sorriso e aponta o braço para o grupo de crianças) Todos vocês são pessoas maravilhosas. Estou feliz por estar aqui.

--------------------------------------------------------------------------------

*Michael está sentado no sofá novo, novamente com seu chapéu e jaqueta de beisebol. 

Pergunta: sobre desejos da família.

Michael: Eu sou uma pessoa muito família e eu venho de uma família de dez filhos, então eu sou muito ligado a uma família, você sabe ....  Eu acho que não se pode viver sem esse vínculo. Então, eu adoraria ter uma grande ...... (Sorriso enorme de orelha a orelha) uma família enorme. Eu diria que um total de 12 .... (Sorriso maior) .. Minha tia teve 13 filhos, tenho um tio que teve 12 filhos, e meu pai teve 10 filhos, e assim eh .. Eu AMAAARIA ter uma grande família ...... 


--------------------------------------------------------------------------------
Pergunta: Sobre a criação de músicas (possivelmente perguntou sobre o trabalho com outros artistas que escrevem músicas para ele)

Michael: Um pensamento, é um embrião de um pensamento, de uma ideia. É um conceito breve. E então você colabora com alguém. Poderia ser um escritor. Eu digo, eu quero fazer isso, eu quero fazer isso, e eu quero fazer isso. Diga a ele para desenvolvê-lo, porque você ..... Eu não posso fazer isso agora, porque eu tenho que ir para a próxima música, ou fazer alguma outra coisa. Então eles vão e vem com algo, trabalhando com suas idéias e eles vêm com a ideia deles de volta para mim ... você olha e diz se você gosta ou não. Quer dizer, eu tenho feito isso com praticamente tudo o que eu fiz. Sou eu geralmente que escrevo o conceito das músicas que eu canto. Normalmente eu co-escrevo  todas as minhas músicas que eu canto. 

--------------------------------------------------------------------------------
Pergunta: não está claro qual era a pergunta.

Michael: O Jardim do Éden foi, provavelmente, na África, eu tenho quase certeza. E as pessoas não podiam ter sido mais agradáveis. (Ele se refere a sua visita à África do Sul em Julho de 1996, onde participou do aniversário de Mandela). E eu adorei. Eu Ammeeeeiii. E a música, ooooh, e o ritmo. Vendo pequenas criancinhas com o ritmo perfeito e .. a maneira como eles se movimentam seus corpinhos. [Michael imita seus movimentos de dança com os braços e ombros]. Eu era apenas .... Oooh fiquei espantado. Foi ótimo! Eles me deram de tudo. Eles me regaram com presentes. Você sabe, roupas, alimentos. E no hotel ... Eu estava no hotel, certo? Grande, grande, hotel. Ele tinha uma pista de boliche, que tinha uma sala de jogos grande, piscina grande. Mas quando eu olhava para fora da minha janela, tanto quanto eu podia ver, havia muitas e muitas pessoas. Eles dormiam lá fora, esperando por mim. Eles dormiram lá fora! Durante todo o dia eles ficavam lá esperando. À noite, eles estariam lá fora esperando por mim. Era só ..... Eles não poderiam ter sido mais doce. E eu adorei. E eu estou pensando em comprar uma casa lá na África.

--------------------------------------------------------------------------------
Pergunta: Sobre a Heal the World.

Michael: Com Heal the World ajudamos milhões e, como nós falamos que estamos pensando em comprar um hospital em Nova Jersey. Isso seria o primeiro Michael Jackson Hospital e nós gostaríamos de fazer como este em todo o mundo. Essa é a nossa meta e nossa missão. E eu odeio a palavra orfanato mas praticamente um alojamento para uma unidade de pessoas que estão em necessidade, você sabe .. Isso é muito bonito, é onde meu coração está e eu adoraria continuar fazendo isso. [Isso era obviamente uma das paixões de Michael, você pode ver isso em sua linguagem corporal].

--------------------------------------------------------------------------------
Fim da entrevista.



video


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre este post!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...